Ontem foi mais um domingo com Game of Thrones e o terceiro episódio dessa sexta temporada trouxe algumas novidades, embora não tenha avançado tanto- verdade seja dita. Como sempre, vamos dividindo os acontecimentos por núcleos:

**AVISO: ESSE TEXTO TEM SPOILERS DO 3º EPISÓDIO DA 6ª TEMPORADA!**

Jon Snow vive

jonvivo

Mais uma vez, começamos e terminamos o episódio com Jon Snow. Sir Davos e Melisandre ficam admirados de ver que o ritual para que R’hllor devolvesse à vida para o rapaz deu certo. Ao ser questionado pela sacerdotisa vermelha sobre o que ele viu após a morte, a resposta de Jon é bem categórica ao dizer que não havia nada. Há quem pense, ainda assim, que ele poderia ter vislumbrado algo pelos olhos do seu lobo, Fantasma – por ter entrado em sua mente antes de morrer – mas o mais provável talvez seja que, por não terem trabalhado esse poder de warg do Jon na série, tenham simplesmente cortado essa possibilidade.

Eles pensam que você é um Deus“, diz o selvagem Tormund para ele. Ainda como Lorde Comandante da Patrulha da Noite, Jon condena à morte por enforcamento aqueles que o traíram, incluindo o pequeno Olly. Se você acredita que suavizariam a visão de uma criança morta, está enganado, porque além de termos assistido ao corpo do garoto pendurado enquanto perdia o ar, ainda encaramos um close do seu rosto inanimado por alguns segundos.

olly dead

Essa foi a última tarefa de Jon Snow como Lorde Comandante, pois, logo após a execução dos patrulheiros traidores, ele abandona – literalmente – o manto negro e diz que a sua “vigília terminou” (“My watch has ended“). É, Jon Snow que vestiu o negro não quebrou seus votos ao abandonar seu posto, porque a sua obrigação com a Patrulha da Noite terminou com a sua morte. Agora, em nova vida, parece que ele deixará Castle Black com novos objetivos. Resta saber para onde vai e se encontrará Sansa Stark, que teoricamente estava indo ao seu encontro, antes disso.

Torre da Alegria

Logo no início, vemos mais um flashback importante através do Bran, que continua desenvolvendo sua ‘visão verde’ com o Corvo de Três Olhos.

torre da alegria

Ned Stark junto de Howland Reed (o pai da Meera e do Jojen) e outros aliados vão até um lugar chamado “Torre da Alegria“, que fica nas Montanhas Vermelhas de Dorne, em busca de Lyanna Stark, que teria sido sequestrada por Rhaegar Targaryen. Lá, eles encontram dois membros da Guarda Real (pelos relatos dos livros, seriam três), embora sem as armaduras douradas e mantos brancos. Um deles é o famoso Arthur Dayne, a Espada do Amanhã, conhecido pela grande habilidade com sua espada Alvorada, de lâmina pálida. Na série, resolveram transformar o grande espadachim em alguém que luta com duas espadas, o que eu achei péssimo, porque descaracteriza desnecessariamente um personagem tão emblemático.

Os únicos sobreviventes são Ned e Reed, que salvou o Lorde Stark ao apunhalar Arthur Dayne pelas costas. Bran fica surpreso com o desfecho da luta, pois afirma que seu pai sempre o disse que foi ele quem venceu a Espada do Amanhã. Seria essa uma interpretação do próprio garoto após os relatos do dia em que Eddard resgatou o corpo da sua irmã? Não é bem a cara do Ned ficar se gabando de algo que não fez.

ned jovem

Aí vem uma parte muito interessante que estremeceu muito fã: escutamos gritos de uma mulher no alto da torre. Lyanna! Viva, ainda, e gritando em agonia. Já ouviu falar na teoria R+L=J? Corre no Google pra ler sobre isso, porque esses gritos vão te fazer ter esperanças de algumas coisas.

Infelizmente, o Corvo de Três Olhos ‘tirou’ o Bran dessa visão, deixando ele e todos nós desapontados por não acompanharmos Ned até o alto da Torre. Será que continuarão com essa cena ainda nessa temporada?

Interessante comentar: Bran tenta chamar o seu pai enquanto está dentro da visão e, quando faz isso, Ned se vira como se tivesse escutado algo. O Corvo de Três Olhos ensina que não há como modificar o passado e o que podem escutar nesse momento é apenas algo como um vento. Curioso, não?

O Retorno de um Stark

Ramsey Bolton recebe a visita de Pequeno-Jon Umber, novo Lorde Umber, que propõe uma aliança com a casa Bolton contra Jon Snow. A justificativa seria a de que os Umber não estavam nada satisfeitos com selvagens invadindo suas terras por causa da deliberação do Lorde Comandante da Patrulha da Noite de que eles poderiam atravessar a Muralha. Segundo Pequeno-Jon, a sua família só não ofereceu essa parceria com os Bolton antes porque não confiavam em Roose Bolton (agora morto).

Para tumultuar ainda mais essa história, um “presente” é dado a  Ramsey: o menino Rickon Stark e a selvagem Osha! Isso foi bem surpreendente, porque não sabemos o paradeiro do garoto até o quinto livro e há muita especulação de onde ele estaria. Também é mostrada ao Lorde Bolton a cabeça de um lobo, que seria o Cão Felpudo,  o mais selvagem e agressivo dos lobos Stark. Triste. Será?

rickon-osha

Há teorias de que isso tudo se trata de uma armação dos Umber, porque, realmente, não faz muito sentido Pequeno-Jon se aliar à casa que traiu Robb Stark, a quem seguiam. Nos livros,  os Frey subjulgaram e capturaram seu pai, Grande-Jon Umber, no Casamento Vermelho, enquanto ele mesmo foi morto. Como na série eles nem sequer estavam no Casamento Vermelho, pode ser que, nesse ponto, a história se distancie dos livros novamente.

Espero, realmente, que aquele seja um lobo falso e que haja uma conspiração bem armada contra Ramsey, senão será uma virada terrível nos acontecimentos da série.

Ninguém

arya

Parece que, finalmente, resolveram acelerar as coisas para Arya Stark. De volta à casa do Preto e do Branco, a garota continua seu treinamento ainda cega. Cena após cena, com uma montagem mais rápida, observamos Arya se tornar Ninguém. Ela melhora seus reflexos e passa a responder da forma que se espera dela, se descolando do seu passado como uma Stark de Winterfell. Por fim, sua recompensa é o retorno da visão logo no terceiro episódio.

Movimentações em Porto Real

As coisas continuam esquentando na capital de Westeros entre a Coroa e a Fé Militante. O Rei Tommen vai, junto da sua Guarda Real, falar com o Alto Pardal para que a Fé Militante desista de continuar seu julgamento contra os pecados de Cersei Lannister. Com o seu jeito de “conselheiro”, o líder da Fé tenta convencer Tommen de que ele não enxerga o que é condenável – e precisa de ‘expiação’ – em sua mãe porque ela não demonstra esse lado negativo a ele, pois assim seriam as mães com os filhos (verdadeiras). O jovem rei escutou tudo silencioso e comparou uma certa fala do Alto Pardal com algo que ouviu do seu falecido avô, Tywin Lannister.

Cersei começou seus movimentos silenciosos, aproveitando uma prática de Varys para conseguir suas próprias informações. Vemos Qyburn (aquele ex meister que conseguiu manter a vida do Montanha com seus experimentos) conversando com os antigos “passarinhos” do eunuco em Porto Real, que nada mais são que crianças pobres que lhe passavam informações em troca de doces. Parece que Cersei quer que pequenos informantes lhe repassem tudo de todos os cantos de Westeros – a antiga rainha está mexendo as peças do seu jogo de vingança.

Também temos uma alusão de que será solicitado um julgamento por combate na hora em que a Fé desejar condenar Cersei. Talvez esteja a caminho mais uma cena do Montanha (hoje, Robert Strong) esmagando cabeças.

Samwell Tarly

A primeira aparição de Sam na sexta temporada foi nesse terceiro episódio. Não há grandes novidades. Ele e Gilly (a “Goiva” dos livros em português) estão em um barco em alto mar e, nessa cena, Sam conta que a levará para a casa da sua família em Monte Chifre. Parece que estamos perto de conhecer os Tarly.

Ou seja, Gilly não seguirá com Sam para a Cidadela, onde ele iniciará seu treinamento como Meister “para ser útil ao Jon e à Patrulha” (ele está bem desatualizado dos últimos acontecimentos).

Vaes Dothrak

Daenerys finalmente chega ao templo das Dosh Khaleen, antigas Khaleesi, mulheres viúvas de algum Khal. Elas são as únicas residentes fixas de Vaes Dothrak e são respeitadas como videntes.

daenerys

Se tornar uma Dosh Khaleen era o destino de Daenerys logo após a morte de Khal Drogo. Ao invés disso, ela aprovou uma magia de sangue para tentar trazer de volta o seu amado, perdeu o seu filho e o resto a gente já sabe: dragões renascendo, um novo exército se formando, até que ela chegou em Meereen. Ao que parece, o destino da herdeira Targaryen não está definido. Os líderes dos khalasares decidirão se ela merece mesmo permanecer como Dosh Khaleen ou se o seu destino será outro.

Meereen

O único avanço em Meereen foi com Varys. Com a ajuda dos seus “passarinhos” na cidade, ele conseguiu chegar a uma das mulheres que ajudou na conspiração dos Filhos da Harpia para assassinar Imaculados e Segundos Filhos. Ao oferecer a ela uma oportunidade de recomeçar fora da Baía dos Escravos junto do seu filho cego – além de um montante de dinheiro – a moça acaba contando ao eunuco que os Filhos da Harpia são patrocinados pelos senhores de escravos de Volantis, Yunkai e Astapor.


Você assistiu o terceiro episódio da sexta temporada de Game of Thrones? O que achou? Não esquece de deixar o seu comentário!

Não deixe de se inscrever no meu canal no YouTube pra acompanhar mais conteúdos como esse, é só clicar no botão de se inscrever aqui embaixo oh:

inscrever

Lá no YouTube, tenho também uma PlayList só com conteúdos de Game of Thrones. CLICA AQUI para acessar e assistir tudo!

Escreva um Comentário